Nature 9 Anos – O calor meio ao inverno gaúcho

Nos dias 23 e 24 de junho de 2018, nas margens da exígua cidade de Westfália, localizada a 115 km da capital do Rio Grande do Sul, escreveu-se mais um capítulo da história do trance underground gaúcho, através do evento que marcou os 9 anos e existência da Nature, núcleo que possui suas raízes entrelaçadas – e preservadas até então – ao trance noturno.

 width=

O local que sediou o evento chama-se Balneário Paraíso Paissandu, qual conta com amplo espaço, muita natureza, belas vistas e ótima estrutura, além de uma volumosa piscina que, devido as baixas temperaturas, o único desejo do público frente a ela era a distância. Uma deslumbrante particularidade do local, em decorrência de suas condições geográficas, é a vivência de estar literalmente entre as nuvens, nuvens quais casualmente vinham a se sobrepor ao mainfloor, proporcionando uma experiência ímpar para todos que ali estavam.

 width= width=

O local encarregava-se de proporcionar o corpo permanecer entre as nuvens, e a talentosa seleção de artistas selecionados para compor o line up responsabilizou-se por manter a mente lá, nas nuvens, também. A atração principal, desembarcando pela primeira vez em solo brasileiro, foi o projeto Terratech, do português idealizador da Urban Antidote Records, gravadora referência quando o assunto é trance noturno. Além dele, outros diversos lives nacionais de altíssima qualidade foram encarregados de conduzir a experiência sonora e mantiveram a pista pegando fogo mesmo abaixo de chuva, como o projeto gaúcho Sychoplasm, os paulistas Alcohbata/Arcturians e Photophobia, e os diversos lives que compõem o casting da nova gravadora do núcleo que realizou o evento, a Nature Recs.

A gravadora esteve muito bem representada pelos projetos Critical, Mairon vs Fabinho,Organic Systems, Noise Phantom, Overtoni, Piazer, Neurosynthesis e Komfuzium, além de alguns b2b entre DJs sets regionais escolhidos a dedo (Giu Alves vs Pancho, Nuno vs Gabriel Cuchiara, Maisson vs Edinho, , John Sauressig vs Heitor e um clássico b2b gaúcho, Amanda Rovere vs Cleber Ceccato).

 width= width= width=

Nas palavras de Xico Arenhardt (aka Organic Systems/Noise Phantom), um dos idealizadores da Nature:

“A ideia de produzir músicas já vinha de alguns anos atrás, com a pesquisa e dedicação individual dos membros da Crew. Mas há mais ou menos um ano atrás, a união dos conhecimentos dos membros e a força de vontade do coletivo tornou possível a concretização de uma linha de som baseada na nossa visão de psytrance noturno. Encorajados por amigos e produtores do mesmo seguimento, decidimos lançar nossa própria gravadora, seguindo a ideia desenvolvida pelos integrantes, possibilitando transparecer a característica individual de cada produtor dentro do estilo de som que a gravadora segue. Dessa união e troca de conhecimentos surge a Nature Records. Os primeiros lançamentos da gravadora já estão sendo preparados e tem previsão para o segundo semestre deste ano”.

 width=

Além de uma seleção sonora que foi capaz de manter o público na pista mesmo sob condições inóspitas do inverno gaúcho, que simularam um final de semana de sobrevivência no Alaska, o evento também contava com outras importantes atrações, como a presença do VJ argentino Haniphonics Visions, que criou uma imersão visual de encher os olhos no palco que, por si só, já era uma obra de arte, idealizado e criado pelo Xico com auxílio do Monstro Decor e Guto.

 width= width= width=

Fora da pista também foi proporcionado ótimas opções gastronômicas como as belas cervejas artesanais da Lamb Bier e diversas opções de lanches vegetarianos e veganos oferecidos pela LecheMi Gourmet, de dar água na boca até em quem normalmente não é muito chegado em alimentos saudáveis (como a pessoa que aqui lhes escreve).

 width= width=

Por fim, mas não menos importante, contaram também com a presença do núcleo de conscientização Changa –  Coletivo de Redução de Danos, grupo qual vem realizando um belíssimo trabalho e oferecendo uma prestação de serviço de altíssima qualidade, expandindo conhecimento e auxiliando quem precisa por onde passam (se você ainda não sabe o que é e qual a função de um grupo de redução de danos, lhe sugiro a informar-se).

 width= width= width=

Além dos registros realizados através das nossas lentes (Utopia Cultura Eletrônica), seguem alguns dos olhares dos talentosos fotógrafos Rodrigo Della FáveraGustavo Merolli e Guilherme Staziaki (Foto Cultura) sobre esse final de semana:

 width= width= width= width= width= width= width= width= width= width= width=*

Se você gostou dessa matéria, também pode te  interessar:

 width=

NATURE, 8 anos de sons noturnos no RS