O que faz um festival Visionário?

Não poderia haver nome melhor que Visionário para o festival idealizado pelo Coletivo BoiKOT.

Com uma identidade própria, alta qualidade sonora, compromisso com o público e um conceito de cooperação que nos convida a transcender do individual para o coletivo, o Festival Visionário, que acontecerá dos dias 20 à 23 de Setembro em Bonito-PE, traz a psicodelia, a arte e a espiritualidade como veículos para a transformação e pilares para a ampliação da consciência.

Sempre buscando inovar e expandir a cultura alternativa psicodélica do trance para além dos espaços delimitados dos festivais – como foi o caso do evento R.U.A em parceria com a Prefeitura do Recife o Coletivo BoiKOT também se preocupa em abordar relevantes questões sociais dentro de sua programação.

Neste sentido, o feminismo é um ponto forte do Festival Visionário, por conta do protagonismo pensado através da construção política de gênero, que propõe atividades voltadas para mulheres e suas diversas possibilidades.

Para essa edição, o Coletivo contará com uma ouvidoria voltada para o acolhimento de mulheres que se sentirem confortáveis em desabafar casos de violência, buscar informações, relatar possíveis casos de agressão durante o evento, bem como rodas e oficinas que visam o empoderamento e trocas de experiências. Redução de Danos para Mulheres, Vivência de Gênero e Sexualidade e uma roda de conversa sobre Mulheres na Cena PsyTrance são algumas das ações do Acolhimento Visionário.

Outra ação inovadora que o coletivo está propondo é a implementação da Lista Trans como meio de viabilizar a diversidade e a inclusão da pluralidade do ser mulher.

Além disso, ao que tudo indica, o Festival Visionário é o único festival de trance do Brasil a incluir no line-up de seu main floor uma noite inteira apenas com mulheres, a chamada Noite de Évora!!!

“A Noite de Évora representa nossa necessidade de sair do lugar comum e experimentar. Assumimos como uma de nossas principais funções a de inovar dentro do PsyTrance, de propor novos caminhos. Além disso, talvez ainda mais importante, com a Noite de Évora nós fazemos política através da arte, nós exercemos nosso papel enquanto pensadores(as) da cultura Trance ao combater a imensa discrepância na quantidade de DJ homens e mulheres ativos na cena.”  Coletivo BoiKot

Fotografia – Ana Quesado – Perfomance ‘A Dança vermelha’ de Rachel Alencar (Madre Terra – CE) durante a Noite de Évora

 

Ademais, a área de Cura contará com uma programação toda dedicada especificamente ao público feminino com um dia inteiro de @madreterrafestival.

“O Madre Terra é um festival feito por mulheres e para mulheres que acontece no Ceará, dos dias 11 à 13 de Outubro com uma programação totalmente voltada para o autoconhecimento feminino – desde nossa biologia, nossa magia e nossa força! Um encontro muito potente que promove a união e o resgate de saberes ancestrais através de vivências com o corpo, com a mente e com o espírito. Um rezo. Uma semente pra reflorestar o Mundo! A Força feminina é revolucionária!!” Bianca Albano, uma das produtoras do Madre Terra Festival.


 Fotografia – Coletivo Fotográfico Madre Terra 

 

Sente a alquimia dessa programação criada na sintonia entre as intuições das manas do Madre Terra e Coletivo BoiKot!

8:00 – Ritual de Abertura

8:30 – Tantra Yoga – Camila Zillar

9:30 – Ciclo menstrual como Oráculo – Manuela Roseno e Bianca Albano

11:00 – Zine: Manual da Autonomia Feminina

11:30 –A mulher de barro e o mito da criação – Biodança com argila – Karla Amadei

14:00 – Menstruação Sustentável e Ginecologia Natural – Camilla Rocha

15:00 – ClownCura – Rachel Alencar

16:00 – O Despertar da Mulher Selvagem – Bianca Albano

17:00 – Vivência Pluralidade do ser: uma questão de gênero – Verônica Valente

18:00 – Cura através da dança e das frequências energéticas do tambor – Priscila Rebouças

19:00 – A Tenda Vermelha – Manuela Roseno

20:00 – Ritual de Encerramento

Outro texto do portal sobre o Madre Terra Festival pode ser lido aqui.

Embora o feminino seja um ponto do festival que merece destaque, esse é apenas um dos muitos aspectos que o fazem Visionário.

“O Festival Visionário é um concentrado de sonhos realizados, mais um punhado de sonhos possíveis. Utilizamos o festival como um mecanismo de externarmos aquilo que acreditamos mais profundamente, um campo aberto pra nossa verdade e nossa criatividade. É por isso que pautamos o feminismo, a espiritualidade, a permacultura, a psicodelia: são os conceitos norteiam nossa vida.” Coletivo BoiKot.

Fotografia – Ana Raquel Barros

Quer conhecer um pouco mais sobre a proposta e participar do Festival Visionário e do Madre Terra Festival?
💜 Fanpage Madre Terra
💜 Coletivo Boikot
📘 A Energia Feminina no Trance
📘 BoiKOT leva cinco dias de música e cultura para o Agreste Pernabucano
📘 BoiKOT 2016 traz a psicodelia para Pernambuco

 

*Esse texto foi escrito de forma colaborativa por Karla Amadei, Lui Cavalcante, Thaes Arruda, Hallida Araújo, Bianca Albano, Rachel Alencar e Jota.


 

Deixe um comentário

Please Login to comment
  Subscribe  
Notify of